Investimentos em renda fixa: saiba como funciona e quais tipos estão em alta

Buscar um rendimento acima do que a poupança oferece é uma meta real para todos, não é mesmo? Uma das opções mais interessantes é o investimento em renda fixa.

Ele proporciona aquela “esticada” valiosa no seu dinheiro, trazendo uma ótima sensação de que o esforço para investir está valendo a pena. Tudo isso com muita segurança, sem aqueles temidos riscos de perder todo o capital, afinal, dar duro pela grana e vê-la indo embora facilmente seria doloroso demais!

Está curioso para saber como seu dinheiro pode render com eficiência? Continue a leitura deste post e veja como o investimento em renda fixa pode ajudá-lo!

Saiba mais sobre o investimento em renda fixa

A renda fixa é o tipo de investimento perfeito para quem busca aquele ganho a mais, mas ainda mantém um pé atrás com os riscos de oscilação do mercado. Isso é normal, já que ninguém gosta de perder dinheiro.

Em relação aos ganhos, há dois tipos de aplicação: as prefixadas e as pós-fixadas. Na primeira, o investidor sabe exatamente o quanto receberá, enquanto na segunda esse rendimento só é conhecido ao final da aplicação.

Conheça os principais investimentos desse tipo

Os diferentes tipos de investimentos de renda fixa apresentam características distintas, desde o nível de rentabilidade até questões como restrições sobre o investimento inicial. Vamos dar uma olhada nas principais do mercado atualmente? Acompanhe!

CDB (Certificado de Depósito Bancário)

Os CDBs são bem conhecidos. Certamente você já ouviu ou leu essa sigla em algo relacionado ao seu banco, certo? Eles costumam ser oferecidos com certa frequência justamente por essas instituições.

Ele funciona da seguinte forma: os bancos necessitam de capital de giro para que suas atividades se desenvolvam da melhor maneira possível. Desse modo, para conseguir esse dinheiro, essas instituições oferecem o CDB, que nada mais são que possibilidades que o correntista tem de emprestar um montante em troca de juros.

Assim, de uma maneira bastante simplificada, quem adquire um CDB está emprestando dinheiro ao banco e, posteriormente, recebendo esse valor com juros, que se configuram como o rendimento da aplicação.

Tesouro Direto

O Tesouro Direto é outro tradicional tipo de investimento em renda fixa, atendendo também quem tem pouco capital para começar, mas não quer saber de dinheiro parado rendendo quase nada na poupança.

Ele é bastante similar ao CDB, porém, o dinheiro é destinado aos investimentos que o Governo precisa fazer. Os diferentes investimentos ofertados na modalidade de Tesouro Direto são chamados de títulos, e cada um deles tem um tempo de aplicação e valores específicos.

P2P lending

Essa talvez seja uma das modalidades de investimento em renda fixa mais atraentes. O motivo pelo qual o P2P lending se destaca é o fato de dispensar a interferência de bancos, o que minimiza muito os custos operacionais e possibilita maiores rendimentos aos investidores.

Essa modalidade funciona da seguinte maneira: um grupo de pessoas investe seus respectivos capitais em um projeto, que costumam ser capitalizações para desenvolvimento de novas empresas e projetos, seja de pessoa física ou jurídica.

O lucro está justamente no retorno desse capital, que possui os juros nos moldes de um empréstimo. É importante que, além da rentabilidade, o investidor busque uma empresa que ofereça garantias reais em 100% das operações, minimizando o risco de perder o capital investido por conta de inadimplência.

O investimento em renda fixa é a opção mais segura e que oferece boas opções de rentabilidade. Agora que você já conhece, não dá mais para ficar dependendo de poupança ou deixando dinheiro parado, certo?

Para ter acesso a outros posts como este, siga nossas páginas nas redes sociais e veja tudo em primeira mão! Estamos no Facebook, LinkedIn, Twitter, YouTube e Instagram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *